RSS Feed

Enfim, a continuação de Os livros de Esteros saiu do forno!!!

Posted by Aldemir Alves da Silva

Enfim, a continuação de Os livros de Esteros saiu do forno!!! 

Primeira impressão? 

Os livros ficaram belos demais. Foram 2 anos escrevendo, revisando, e cuidando de cada detalhe na trama.





As ilustrações continuam belas e desta vez não estão escuras. Desta vez não teremos problemas de revisão na obra porque eu não tive nenhuma pressa em imprimir esse livro. O segredo da qualidade é não ter pressa.




A diagramação ficou bem legal. O livro ficou enorme, também o original tinha 309 páginas em A4. Demorei 2 anos para escrever esse livro.




É isso aí pessoal. Já temos 2 livros disponíveis para quem quiser começar se aventurar no mundo fantástico de Esteros. Mas não estou parado hein, já tenho uma grande quantidade de páginas escritas do 3° volume. A trama me envolveu de um modo especial e a história caminha para um desfecho fantástico que vai agradar em cheio meus leitores.

Quem quiser comprar esse novo livro autografado vou ter apenas 20 em mãos porque as vendas na editora foram ótimas! O pessoal que comprou comigo e no site estarão recebendo na próxima semana =D

Escrita e Parcerias com blogs.

Posted by Aldemir Alves da Silva





Oi Pessoal,  hoje vou falar sobre parcerias com blogs e escrita de autores iniciantes. 

Escrita:

Estando tão próximo de uma editora aprendi muita coisa sobre a magia das letras, e a minha tolerância literária evoluiu... sério pessoal, eu antigamente odiava auto - ajuda e nem romances eu curtia lê..., mas tipo; entrando de cabeça na literatura desenvolvi um olhar mais coerente em relação as minhas interpretações. Minhas convicções mudaram muito se tratando de escrita e amadurecimento de um autor. Eu acompanho muitos autores iniciantes, muitos com seus primeiros livros, e vejo que nem todos tem uma escrita perfeita e madura o suficiente para agradar geral logo no primeiro trabalho, mas por outro lado, percebo que a grande maioria tem histórias incríveis e com grande potencial de mercado. E percebendo isso, tenho certeza de que não se deve apenas lê uma obra com olhar frio e crítico ao ponto de deixar de apreciá-la porque encontrou uma deficiência na escrita do autor ou não gostou daquele trecho ou capítulo. A verdade caros é que é quase impossível um escritor acertar no seu primeiro manuscrito, a não ser que ele seja um mestrado em letras. 

Uma vez li uma entrevista com André Vianco onde ele dizia que seu primeiro livro era uma lástima e que graças a deus que não publicou. Bom, eu realmente acho que ele foi muito infeliz nesse comentário pois para tudo na vida há sua primeira vez. Muitos ao lerem um livro acabam esquecendo do principal; a história. - "Há mas Dan Brown escreve melhor e blá, blá". Claro que sim, nem todos são Dan Brown, ué! 

E outra coisa, livros best-sellers geralmente são reeditados e reescritos quando alcançam certo status. E também a língua americana de certa forma é mais simples do que a brasileira; é mais correta e fácil de dominar. Por exemplo, pegue seu texto e vá no google tradutor, traduza para o inglês e depois retraduza para o português, vai perceber que mesmo estando com erros de incoerências o textos estará mais correto. 

Então, eu particularmente aceitei as minhas deficiências como autor iniciante ao criar meu primeiro livro, e não só as minhas, mas sim de outros escritores. Isso é tão verídico que se olharmos para autores como Tolkien iremos perceber sua ENORME evolução entre o Hobbit e o Senhor dos anéis.

Alguns leitores podem estar pensando que estou escrevendo esse post porque já houveram algumas críticas sobre meu livro por causa da minha escrita, bom pessoal, realmente não é por isso que estou falando sobre isso. Esse post é baseado em uma experiência minha no mercado do livro. E do mesmo modo que já houve pessoas dizendo que minha escrita ainda é meio verde já ouvi muitos dizendo que adoram meu modo de escrever. A conclusão é que não se deve levar muito a sério todas as opiniões porque pra mim não há escrita ruim ou imatura, mas sim visões e opiniões diversificadas.

Concluindo meu raciocínio, eu diria a qualquer autor para que escreva o seu primeiro livro sem medo, não se preocupe com rejeição ou coisas do tipo porque haverá sempre um leitor interessado em seu trabalho e suas chances de sucesso no mercado são grandes mesmo que seja com seu primeiro livro.

 Concordam comigo?

--------------------------------------------------------------------------------

Agora falarei sobre parcerias. (Uma pratica que tenho abandonado nos últimos anos).

Bom pessoal, não é uma auto crítica e não estou generalizando nada ao ponto de influenciá-los a não buscar parcerias, pois ainda acho que esse é um dos modos mais eficientes para ficar conhecido no boca a boca, mas eu tenho opiniões incertas sobre isso; ora opostas hora complementares. 

Em 2014 eu percebi que mais vendi livros do que dei em parcerias e percebi também que os blogueiros ainda são minorias comparado ao pessoal que vai nas livrarias atrás de livros.

Eu particularmente se fechei 2 parcerias em 2014 foi muito. Sei lá, acho que muitos blogueiros querem o livro só para tê-lo na estante e esquecem a real função da parceria e do prazer da leitura. Acontece que muitos procuraram parceria mas não curtem o tema da obra, "muitos te procuram porque ouviram falar do livro e depois soltam resenhas de qualquer modo, sem coerência, sem acrescenta nada ao autor". 

Parece-me que parcerias anda muito restrita a "me da o livro que vou resenhar", depois a pessoa some e o autor é abandonado.

Depois que enviei meu livro a uma leitora que me procurou se mostrando interessada, mas depois de lê assumiu ser preconceituosa contra literatura nacional eu fujo de alguns blogs, principalmente daqueles leitores que não tem um único livro nacional na estante. Acho que quando a pessoa ganha o livro ela dá menos atenção a história e aos prós. quando é fácil tê-lo só priorizam a escrita, os erros que sempre passa algo, capa, deficiência do autor e etc... muitos blogueiros por estarem nesse meio até se influenciam por outras opiniões negativas abandonando a obra pela metade e copiando cotes e a resenhas de outros; o Ctrl C corre solto, isso é fato.

Acho que muitos autores atualmente não veem o mercado com outros olhos e só focam os blogs achando que são os únicos leitores a serem disputados, mas na verdade há grande maioria dos leitores não são blogueiros, são apenas leitores que compram o livro e, em minha opinião, dão mais valor ao conteúdo... sem desmerecer a casta blogueira, mas verdadeiramente eu prefiro ser lido por esses.

Mesmo que eu tenha me distanciado das parcerias, como eu disse acho que vale sim a pena buscar  pessoas sérias que poderão auxilia-lo com dicas e até ajudá-lo na divulgação de sua obra. Acho que é importante que o autor não se sinta um coitadinho precisando de ajuda, mas sim um autor em busca de espaço e pessoas dispostas a conhecer o seu trabalho e ajudá-lo em sua carreira. Porque é sério caro autor; se você correr atrás e ficar oferecendo seu trabalho para todos de graça jamais será visto como profissional, mas sim como um amador aventurando-se num trabalho do qual não é qualificado. 

Concordam comigo?


Esteros livro digital