RSS Feed

Fantasia medieval, HQs de Esteros

Posted by Aldemir Alves da Silva

Bom dia, leitores!


Hoje venho postar algumas imagens dos meus personagens, o amigo, Junior Menezes, que é o ilustrador do meu livro, esta criando a HQ baseada na história dos livros, os trabalhos estão fluindo muito bem, os desenhos dele, são perfeitos!

Essa Primeira HQ tem como protagonistas, o trio: Anaquel, Andor e Morteros, eles partem em direção à floresta dos Demônios, o objetivo será buscar a espada profética: Mondraras Sangres, logo após os heróis irão desbravar o continente Iris e viverão muitas aventuras contra o tirano “Soriun”.

Essa história é inédita e não interfere nas tramas dos livros, apenas apresenta alguns personagens descritos na Mitologia Esteriana. Eu tenho um amor particular por HQs, então poder ver a minha própria criando vida, é incrível, ver as feições dos personagens, as roupas, o cenário ganhando vida, é muito gratificante!
No momento já temos uma boa parte da HQ criada, acho que não demora muito para que esse primeiro episódio seja finalizado.

Abaixo vou mostrar a capa e uma página inédita dos desenhos:



Abaixo os meus personagens principais, Andor e Vamcast, os príncipes de Naires. Para quem ainda não leu os meus livros, vou explicar que são os personagens: 

Vamcast é o vilão, um ano mais velho do que Andor, ele é mal humorado, tem sede por poder, não se importa com ninguém, a não ser com ele mesmo.

Andor é o caçula, cresceu como um garoto estudioso, ao contrário do irmão ele ama a natureza, observa cada movimento da vida, ao seu redor. É uma pessoa aérea, não consegue ver o mal no mundo, um garoto ingênuo.

Obs: Personagens em fase adulta.

Novidades sobre os livros de Esteros

Posted by Aldemir Alves da Silva




Olá, boa tarde!

Hoje venho compartilhar duas novidades com vocês, a primeira é que o meu livro, As Crônicas de Fedors recebeu uma nova revisão e agora melhorou muito. Estou com o original em mãos e tenho a missão de avaliar esse novo trabalho, mas vou com calma, sem pressa, quero dar aos meus leitores o máximo de qualidade.

A segunda é que eu pretendo inserir uma biografia das raças no miolo do livro, criei um prefácio especialmente para essa nova edição. Espero que a editora não encrespe com isso...

Abaixo o Prefácio da obra:

Prefácio

Aldemir Alves

Quando criei o primeiro capítulo de Esteros, no ano de 2010, eu estava muito envolvido no MMorpg, em especial o game: Word Of Warcraft. Sempre gostei de temas que envolvem as mitologias nórdica, celta, egípcia, grega, etc. Os livros que abordam essas mitologias geralmente foram criados por grandes autores, amantes do puro RPG. Que além de se inspirarem em algo já existente, inovaram e conseguiram passar a sua própria essência para os seus livros, criando novas e veneradas linguagens próprias. 

Inspirados nessas mitologias, grandes nomes surgiram ao longo dos anos, ex: J.R.R. Tolkien, com o seu perfeito: O senhor dos Anéis. Cs. Lewis, As Crônicas de Nárnia, dentre outros grandes nomes da literatura mundial. Esse seguimento, só enriquece a literatura fantástica, oferecendo aos nossos leitores, livros magníficos e inspiradores. 

Por ser fã dos personagens mitológicos, especialmente dos Orcs, Elfos, Anões, gnomos, fadas, etc. Eu resolvi criar a minha história baseada nesse mundo. E também criar a minha própria mitologia inspirada nesse seguimento, recriando personagens do meu modo, com crenças e costumes particulares para Esteros. Dei vida às novas raças e povos também. A mitologia Esteriana se constrói logo no início da humanidade, tudo começa após a traição dos Anjos ao seu Deus Supremo, essa traição desencadeia a destruição do primeiro paraíso, recriando o céu e inferno, juntamente novos mundos e planetas. 

Os Deuses da mitologia Esteriana ganham vida após esse episódio. São trinta Deuses espalhados por todos os Universos, cada qual com o seu legado – cuidar das vidas designadas a si. Seguindo essa teoria do Big – Bang eu deixo a imaginação do leitor fluir de modo que isso relacione os seres humanos aos Esterianos, talvez o nosso mundo possa fazer parte da mesma galáxia de Esteros. Isso é perfeito, porque eu poderei um dia, inserir os seres humanos em meio à trama de Esteros.

A mitologia Esteriana foca os primeiros confrontos entre os Deuses dominadores dos mundos habitáveis, e, a primeira discórdia entre Nazebur e os seus irmãos Deuses. Tudo ocorre nesse início de trama, nascendo em seguida o céu e o inferno. Nazebur tem como meta destruir a vida nos mundos com vidas existentes no Universo, a sua missão é corromper as almas mortais e promover a maldade sobre esses indivíduos. Com ajuda dos próprios mortais ele pretende dizimar a vida nos planetas, extinguindo todos os seres vivos e aproveitando as suas almas para transforma-los em soldados imortais. Criaturas conhecidas como Asmectros. 

Essas criaturas tem passe livre e pode caminhar sobre os mundos paralelos, se fortificar e evoluir nos corpos mortais, como larvas em um hospedeiro. Elas possuem as almas mortais até conseguir absorver toda a energia vital do indivíduo, quando finalmente têm o controle absoluto, se desenvolvem por completo tornando-se uma criatura extremamente poderosa. Nazebur trama possuir milhares de Asmectros ao seu lado, e consequentemente usa-los contra os demais Deuses. E finalmente alcançando esse objetivo, ele se levantará contra os demais e se tornará o ser Supremo de todos os planetas. 

Em meio à trama, existe uso de criaturas que podem ser invocadas nas batalhas, essas criaturas serão prêmios ganhos após o dominador (a) possuir as pedras espirituais. Essas pedras após serem invocadas darão vida a diversas criaturas, porém a índole da criatura invocada será comparada a de seu dominador, ex, um vilão quando executar a invocação terá a seu lado um monstro de propriedade maligna, um morto vivo, demônio alado, dragão, etc. 

Já uma pessoa praticante do bem, poderá dar vida a um ser de luz, ex, Anjo, montaria alada, “Pegasus”, fada, Minotauro, etc. Após o manipulador dar vida as criaturas, ganhará um anel, que será colocado sobre seu dedo, esse anel jamais poderá se separar a seu dominador, a não ser que o mesmo seja destruído em batalhas. 

O planeta Esteros em média oitos vezes maior do que o planeta terra, consiste em cinco continentes, que serão descobertos pelos leitores. Sendo a maioria desconhecida pelos próprios Esterianos.

Os cinco continentes são: 

Naires, Iris, Norion, Saladyr, Fintesis. 

São cinco raças que predominam este planeta, dentre elas:

Os Eracictos, os mais inteligentes do planeta, ganhando destaque nas criações mais benéficas na evolução das espécies, tanto nos avanços tecnológicos quanto nas administrativas. 

Os Elfos, seres mágicos que preferem um mundo particular, fechado a visitantes desconhecidos, não sendo povos da discórdia preservam o seu caráter, vivendo em um lugar desolado e unicamente particular.

Os Orcs, eles são os verdadeiros povos da discórdia. Sendo criaturas sanguinárias e hostis, a maioria é canibal e come a carne de todas as espécies viventes neste mundo. Os seres orcs vivem sobre lendas antigas, julgam-se como sendo os maiorais, sonhando que um dia poderão conquistar todos os continentes, assim conseqüentemente se tornarão a única espécie predominante do planeta. 

Os Anões, eles são seres neutros em Esteros, viventes em meio ao continente Naires, se mantêm anônimos nos governos e nos demais avanços das monarquias do planeta. Vistos como homens gananciosos, preferem não dividir suas riquezas com os demais habitantes de seu mundo. 

Os Mortrestes, eles são guerreiros poderosos e misteriosos, não se sabe muita coisa sobre esses povos, procurando viver em lugares desolados e de difícil localização. São quase uma lenda... Muitos dizem que são seres vindos de outros planetas, pois as suas habilidades são totalmente desconhecidas, alguns até dizem que são poderosos como deuses imortais. 

No total são Cinco livros narrando à história do continente Naires, são eles: 

As crônicas de Fedors, O início da Esperança, A verdade será Revelada, A floresta dos Demônios, O despertar de Marília. 

Por fim, desejo que todos apreciem essa história e vivam boas aventuras em Esteros.

Experiências e frustrações

Posted by Aldemir Alves da Silva


Olá, bom dia,  leitores e autores!


Hoje venho criar um post de incentivo para os amigos que estão iniciando no mundo da escrita, aqueles que estão começando a escrever. Já vai completar três anos que comecei a escrever, nesses anos eu aprendi muita coisa, adquiri experiências e frustrações também.

No início quando-me meti a criar história, sofri bastante por rejeições por parte de grandes, médias e pequenas editoras. Enviei o meu original logo de cara e nunca recebi respostas positivas - porque isso pode ter acontecido? - Creio que foi muito culpa minha, caros amigos, uma dica: Não tenham pressa na hora de enviar os seus manuscritos para as Editoras, façam revisões antes, se possível enviem os textos para os revisores profissionais. O meu erro foi esse, o meu livro era horrível na parte de revisão, crítico mesmo, por isso eu fui tão recusado.

Outra coisa importante é fazer parceiros, faça muita parceria com blogs literários, registre o seu livro na BIBLIOTECA NACIONAL para não ter problemas com os espertalhões que gostam de roubar manuscritos kk, depois começa a enviar PDFs para os leitores resenharem e se possível auxiliarem em algo. Isso ocorreu comigo, antes de publicar de verdade, investir na obra, eu mandei para muitos leitores que-me ajudaram com dicas e criticas, é claro que você não deve escutar tudo que dizem, mas tente analisar as ideias dos leitores. A maioria vai-lhe passar muitas dicas importantes.

Outro grande problema de autores, em geral, é o tempo limite que conseguem ficar aguardando pela publicação, isso aconteceu comigo também, ex: Ficar com o livro guardado por muito tempo sem publicar é horrível, a gente sofre! O pior de tudo é ver livros péssimos, mal avaliados sendo publicado a todo momento, e o nosso nada?! Dai existe uma alternativa para conseguir realizar essa proeza, sem ter que esperar, o club de autores, esse site permite aos autores iniciantes e sem editoras publicar os seus livros e venderem por conta própria, no club você pode escolher quanto quer ganhar, as medidas dos livros, capas e tudo o resto.(Outra vantagem é poder publicar e enviar para os blogs parceiros resenharem).

Porém, o club de autores tem alguns problemas chatos, ganhar $$ com seus livros vai ser difícil, pois lá é um site com muito publico por parte de "autores", já leitores é complicado... Hoje em dia os leitores optam por livros com selo editorial, então não espere milagres lá no club, os ganhos são ruins também  se você aumentar muito os seus direitos autorais o preço final do livro fica muito alto, ai complica.

Voltando para Editoras, como eu disse sem editora é complicado conseguir vendas para os leitores mais exigentes, talvez foi por esse motivo que eu publiquei o meu livro pela Baraúna, essa editora é paga, ex: o autor precisa investir na publicação $$$ Confesso que fui muito impaciente na hora da escolha da editora, não que eu me arrependa, mas eu poderia achar editora melhor... Gente, depois que publiquei o meu livro com um selo editorial eu consegui muitas vendas e houve muito interesse pelo meu livro, comprovei que sem editora não dá. Mas mesmo assim eu divulgo muito a minha obra nas redes sociais, não pensem que é só publicar e esperar vender, você vai ter que ralar muito!

Finalizando, eu estou feliz por publicar o meu livro, tenho obtido ótimas resenhas, o interesse pelos Livros de Esteros cresce a cada dia, o próximo capitulo já esta passando por trabalhos editoriais, em breve será publicado. Ressalva: EU MUDEI DE EDITORA, AGORA ESTEROS VAI SER PUBLICADO PELA SELO JOVEM, todos os demais livros também. Por que essa decisão? - Simples, essa editora é voltada para o tema do meu livro, FANTASIA, e lá eu me sinto em casa, estou envolvido na criação da obra, tenho diálogos com todos os envolvidos na publicação, já na outra, é complicado. Como eu disse lá em cima, escolha muito bem a sua editora, porque a maioria nem fala com você, existe um interesse grandioso por dinheiro $$$$$$$$ lucro rápido e depois, o autor que se "fod" Bíííí...

Esse post abaixo, eu escrevi em junho de 2011, naquela época eu tava muito nervoso por não ser publicado, estava irritado de verdade kkk.... Mas apesar de irritado busquei algumas respostas para os meus problemas, não joguei tudo para o auto e abandonei o barco, continuei.... Não posso falar que hoje estou totalmente realizado e feliz, porque ainda não consegui publicar toda a minha série, mas estou caminhando para isso. Vai ser questão de tempo para que consiga, ai poderei dizer que o sonho foi realizado!
------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Escritores anônimos.

Por: Aldemir Alves Da Silva.

Bem, amigos e amigas...

Esta será a minha conclusão e experiências como escritor anônimo.

Obs: estou apenas há um ano escrevendo, e já tirei uma conclusão.

26/06/2011 descobri o quanto é difícil fazer sucesso escrevendo no Brasil.

Legal! Só que não é difícil só no Brasil amigo (a), ao contrario do que vocês devem estar pensando, não vou encher de criticas e xingamentos a nossa “literatura”.

Eu descobri como é bom escrever e investir neste tesouro nacional, escrever e ler é um dom “incrível” disponível apenas para os seres humanos diferenciados.

Se todos os homens e mulheres adultos, juntamente com seus filhos, dessem mais valor a leitura e a escrita, descobririam a incrível magia da informação.

Eu mesmo aprendi a escrever e a ler bem melhor, isto depois que dei mais valor a escrita e leitura.

Lembro-me que fiz uma vez um tópico no orkut: era sobre aquecimento e problemas de cabeçote do Fiat palio.

Eu escrevi tudo errado, ignorei as virgulas e pontos, então fui alvo de zombarias e gozações, mas algumas pessoas me apoiaram dizendo: “o cara da informação importante, e vocês zombam dele?”. Foi ai que resolvi me dedicar mais a ler e escrever.

Comecei a escrever a um ano pensando em ganhar dinheiro e ficar famoso, assim como tantos escritores internacionais e nacionais conseguiram. Só que a minha ficha caiu rapidamente: é muito difícil a tal “fama” mas não é impossível. Eu descobri que a magia da leitura, e o prazer de ler e escrever. Esta muitoooo alem do dinheiro e fama.

Tenho cinco livros escritos e publicados no club do autor, eu percebi que o prazer de ler a sua própria sinopse, visitar o seu perfil, e divulgar o seu livro em redes sociais, é incrivelmente prazeroso e viciante. Na minha indignação por o não sucesso, fiz criticas, xinguei, e ofendi pessoas, mas ao contrario sempre tive respostas e incentivos bons, e novamente a ficha caiu para mim “esqueça o sucesso e se sinta feliz no que faz”.

Recebi criticas que não entendi direito, mas relendo varias vezes fiquei feliz, uma delas foi a seguinte:

“Cara você viaja demais, tudo é surreal, nada que você escreve é real”.

Olha que bom, pois isto é o meu objetivo “fantasia”. Afinal os meus livros são de fantasia.

Fiz perguntas, e consegui respostas importantes. Vejam:

Aldemir Alves disse:

9:26 PM - 14/06/11

Para obter o isbn precisa estar cadastrado como autor?

Do que adianta cadastro como autor? Se na verdade você só consegue mercado, enviando o seu trabalho para editoras grandes.

Se você conseguir publicar nestas editoras, consegue automaticamente o cadastro e isbn, só que isto… É quase igual ganhar na mega sena. “Quase impossível”

Equipe Clube de Autores disse:

10:08 AM - 15/06/11

Aldemir foi-se o tempo em que escritores eram refens de grandes editoras. Isso não significa que o mercado editorial seja fácil e garantido para todos – ele continua sendo dos mais concorridos em todo o mundo. Mas significa que você não precisa mais de ninguém para publicar o seu livro e que, sabendo utilizar as mídias sociais, também consegue divulgá-lo e vendê-lo por conta própria.

Temos inúmeros casos no Clube justamente de autores que se publicaram por aqui, montaram as suas estratégias de divulgação, tiveram resultados bons e começaram a se destacar no mercado. Alguns (como o Augusto Branco, que hoje é best-seller internacional), foram abordados por editoras por conta do sucesso que já apresentavam e fecharam bons acordos. Outros preferiram permanecer aqui, apostando em suas estratégias de divulgação e no casamento entre a liberdade de se estabelecer os seus direitos autorais no patamar desejado com a transparência de checar as vendas on-line e em tempo real.

Seja como for, três coisas são fato:

1) O sucesso não é garantido para ninguém: a ideia de que, com ou sem editora grande por trás, basta publicar e aguardar os resultados sem esforços adicionais é um romantismo não mais compatível com os nossos tempos.

2) Ninguém depende mais de ninguém para dar certo – a não ser de si mesmo.

3) Apesar de não haver nenhuma garantia para o sucesso, há, sim, uma garantia para o insucesso: deixar a sua obra engavetada esperando respostas de terceiros.

Então, se aceita uma sugestão nossa baseada no que temos acompanhado dos tantos livros daqui, publique-se, ignore as grandes editoras e corra atrás das estratégias mais eficientes e eficazes de divulgação dos seus livros!

Aldemir Alves disse:

9:16 PM - 14/06/11

A minha frustração, é que no Brasil o escritor novato nunca tem chance de crescer na profissão, principalmente sem a ajuda de editoras famosas, elas tem 99% de chance de te ignorar e, 1% de ler o seu trabalho. ( O seu Original).

Obs. A não ser que você seja: jogador de futebol, ator de novelas, jornalista rapper, etc.

Equipe Clube de Autores disse:

10:16 AM - 15/06/11

Aldemir, isso não é uma realidade do Brasil, mas de 100% dos países do mundo.
A autopublicação existe para isso, para dar aos autores possibilidades que eles antes não tinham. E, para quem consegue dominar a mecânica de se divulgar bem, o sucesso é uma questão de tempo.

Mesmo porque, claro, mesmo os autores mais consagrados do mundo já foram novatos algum dia…

Conclusão de Aldemir:

Sim é verdade, é muito difícil o sucesso.

Eu li as historias de J. R. R. Tolkien  criador de o senhor dos anéis, e Clive Staples Lewis, criador de As Crônicas de Narnia, ambos criaram seus livros e no começo de suas carreiras foram criticados e tiveram apenas um pequeno sucesso, e sem falar de Jk Rowling, a criadora de Harry Potter que levou vários “não!”  de editoras famosas...

Ate o nosso ilustre: Paulo Coelho teve decepção sendo ignorado por varias editoras e vendendo o seu livro por conta própria, em praias e bairros de sua cidade.

Então eu digo a vocês amigos, continuem a escrever, mostrem os seus trabalhos, e se muitos te ignorarem, seja você mesmo o seu maior fã.

Novidades - Os livros de Esteros

Posted by Aldemir Alves da Silva


Oi, bom dia, boa tarde, boa noite!

Hoje venho falar um pouco sobre As crônicas de Fedors e as novidades sobre o próximo capitulo. Como todos já sabem o meu livro já foi publicado há um mês, pela Ed. Baraúna. Consegui ótimas vendas de um mês para cá. O bom foi que os leitores que - me acompanham há algum tempo, gostaram do livro.

Esteros é uma série e precisa continuar, não quero deixar os leitores na mão, então gente, o próximo capitulo: O inicio da esperança será publicado em breve. (Novidade – Esteros mudará de Editora). A Editora agora será a Selo Jovem, não mais a Baraúna. O bom será que Esteros será publicado antes do esperado, Com a Baraúna seria entre Junho e Julho, Com a selo jovem, Fevereiro / Março.

O motivo da serie mudar de Editora é pelo fato que na, Selo Jovem, eu estarei interagindo com o meu publico alvo, ex: A Editora Selo Jovem é voltada ao tema do meu livro, fantasia.

A Baraúna é uma editora de vários temas, não terei uma vitrine em destaque por lá, eles não estão dispostos a investir no livro, eu quero Esteros nas livrarias, ao alcance dos leitores. Com A Selo Jovem isso poderá ser possível!

Quero dizer para os interessados em ler Esteros, que eu ainda tenho livros a disposição. Quem quiser pode me enviar um e-mail: alves-aldemir@ig.com.br Posso enviar com marcador + autografado.

Abaixo algumas informações sobre os livros.


As crônicas de Fedors

As crônicas de Fedors é um livro focado sobre o vilão, Vamcast, quem leu sabe que ele narra o início da humanidade e a trajetória do vilão, rumo à tirania de seu mundo. Nesse livro o leitor ira conhecer todo o início da série, o crescimento dos irmãos Destrus e a fatalidade ocorrida na família.

O meu maior interesse nesse capitulo foi realmente em criar um vilão, convincente, perigoso, sem frescuras. Vilão tem que ser mal, então pelo que os leitores veem resenhando, eu consegui o meu objetivo! Outra coisa, como eu disse em um post anterior, eu quero criar o meu vilão logo no início da história, não quero voltar e tentar explicar coisas sobre Vamcas, em capítulos ZERO.


O início da esperança.

Nesse segundo capitulo de Esteros, os leitores acompanharão a história de "ANDOR" o irmão de Vamcast, ao contrario do primeiro esse é focado sobre o caçula. Mas existirá muita interação dos personagens do primeiro capitulo, ex: Tanantos, Panderios, Destructor, Vamcast, Angel, Morteros, Anaquel etc. Outros também irão surgir, dentre eles Miguel, Zoram, Merida, “Fedors”.
Esteros Conta com muitos personagens, mas posso dizer que nem todos serão 100% participativos, os personagens principais são os membros da Família Destrus.


Mais uma prévia do livro:


Os planos de Vamcast

Após dominar o reino do norte, Vamcast festejou a sua vitória por dois dias, então se reuniu com o rei dos anões. Pediu para que preparassem os seus exércitos, irão invadir o reinado de Lótus.
Zombacar o rei dos anões, amante da fartura e riqueza, desfrutava de um enorme javali – assado sobre a sua mesa. Um grande banquete era formado. Seus familiares almoçavam naquele dia ensolarado.
A presença de Vamcast chama atenção dos guardas do acampamento, rapidamente um soldado avisa Zombacar sobre a presença do elfo negro:
— Meu senhor, Vamcast se aproxima, pelos passos rápidos em que caminha em nossa direção, aparenta vontade de dialogar com o senhor.
Zombacar se levanta muito rapidamente, deixando a caneca banhada em ouro sobre a enorme mesa de madeira, em seguida responde ao soldado:
— Deixe-o passar, diga que estou o aguardando. — Zombacar aguardava o elfo negro, mas o seu coração e a expressão de seu rosto, denunciava o medo que carregava diante da mentira contada a ele - afinal a pedra espiritual não mais estava em seu poder.
Aproximando-se rapidamente, o príncipe das trevas dá uma ordem ao seu subestimado:
— Zombacar! Prepara-se, iremos atacar o lado leste de Naires, o rei Lótus não é um rei com muitos exércitos, por isso creio que teremos uma vitória rápida. Mas precisarei de algo especial para o rei Miromars, que domina o sul. Os seus exércitos são incontáveis! Ouvi dizer que você guarda uma pedra espiritual, creio que será útil nessa batalha.
O rei anão foi surpreendido com o conhecimento do príncipe maligno a respeito da pedra espiritual, totalmente desabilitado, responde em voz trêmula:
— Sim Lorde Vamcast, eu tenho está pedra em meu poder, mas ainda não depende só de eu poder pegá-la, espere! De a mim mais algum tempo, a darei em breve.
Mesmo desejando intensamente mais uma pedra espiritual, Vamcast tenta não se mostrar desesperado para adquiri-la:
— Irei aguardar! Em dois dias marcharemos para o leste e de lá para o oeste, por isto de comida e bebidas para os seus guerreiros, para que fiquem felizes. Por que agora a guerra começará para valer.
O anão deu um passo à frente, levou suas mãos a testa, em seguida respondeu ao vilão:
— Juntarei os meus homens, imediatamente, amanha na parte da manhã estarão junto a ti, meu senhor!
Vamcast firmou seus olhos rumo ao rei, anão, o vento soprou fortemente sobre a sua franja ressecada. O corte sobre a sua face ficou a mostra, antes de partir respondeu:
— Lembre-se Zombacar, de que piedade é lema dos fracos. Honra é desculpa para tolos, mas o triunfo é uma dádiva concebida a poucos... Aguardarei os seus soldados. Em dois dias marcharemos rumo aos nossos inimigos...
“Enfim, a profecia se cumpriu; os cem anos de paz se passaram como um sopro frio de inverno. Lord Mancarus Destrus, o pai de Mussafar; tentou alertar os seus compatriotas sobre esses males. Mas os reis preferiram esconde-lo de seus filhos. Agora será preciso pagar caro pelo erro cometido no passado, já que o presente; é uma dolorosa realidade”. 
Continua...
Esse trecho faz parte dos livros de Esteros, especificamente do segundo capitulo. É proibida a cópia ilegal desse conteúdo.

Esteros - As parábolas de Tanantos

Posted by Aldemir Alves da Silva


Olá, bom dia leitores!

Como o primeiro capitulo de Esteros já foi publicado e muitos leitores leram e gostaram, eu estou preparando a publicação do segundo: "O inicio da esperança". Já tenho a capa do livro finalizada, o livro esta passando por revisões, espero publicá-lo no ano que vem 2013. Este segundo capitulo é focado em Andor, o irmão caçula de Vamcast. 

Em o inicio da esperança muitas coisas serão reveladas, personagens poucos explorados no primeiro livro terão um grande destaque, ex, Morteros, Anaquel, Miguel, dentre outros. Quem já leu o 1° capitulo, se prepare porque Esteros - O inicio da esperança, vem por ai...



Trecho do livro:

As Parábolas de Tanantos

Depois do desastre ocorrido na família Destrus, Tanantos o treinador de esgrimas se lamentou pelo ocorrido. Sofreu por ver o seu aluno mais dedicado se transformar em um assassino. Tanantos via um grande futuro em Vamcast.

Lamentáveis foram àqueles dias, em que foram anunciadas as mortes de Mussafar, Zinza e Fastouros. Jamais a vida dos Naireanos foi ameaçada desse modo. Vamcast se tornou um homem impiedoso, feria e matava quem ousava atravessar o seu caminho. Tanantos por sua vez percorria as redondezas de seu acampamento, auxiliava e oferecia conforto às pessoas necessitadas.

Nas redondezas do acampamento, Jiuty, os orcs de Vamcast há dois dias aprisionavam os homens e feriam seus familiares. Uma espiã a mando de Tanantos cavalgava naquelas redondezas, a fim de evitar o domínio dos orcs, nos acampamentos de seus compatriotas. A mulher salta de sua montaria, caminha e debruça seu corpo sobre uma pedra, onde se podia observar com segurança as redondezas. Usando um binóculo de fabricação artesanal, observa os inimigos dominarem um de seus acampamentos. Após observar a conquista inimiga, parte em direção a Jiuty, com a intenção de avisar Tanantos sobre o ocorrido. 

Montada sobre o lombo de um lagarto cinzento adentrou ao acampamento. O réptil caminha em grande velocidade, passando por todos os soldados que guardam o local. Após adentrar os aposentos de Tanantos, a mulher se retira sobre o lombo da criatura, se aproxima, da cabana do espadachim. 

Se prostrando diante dele, em poucas palavras avisa-o sobre o ocorrido: 
— Meu senhor, eu contemplei devastações muito próximo a nos, uma aldeia ao leste acaba de ser evadida. O fogo se propaga sobre as casas e se alastra por todos os acampamentos...

Tanantos estava de costas próximo à fogueira, que queimara incessantemente, mantendo o local em temperatura aconchegante. Lançando mais um tronco na grande lareira,  — sem se virar — responde as palavras da guerreira: 
— Agradeço pela sua dedicação mulher, alerte os demais guerreiros sobre o ocorrido e me aguardem do lado de fora. Juntarei-me a vocês em poucos minutos. — Tanantos tomou sua armadura, vestiu-se completamente. Por ultimo fixou os protetores de braço até ficar frente a sua espada. A lâmina poderosa era de longa espessura, forjada no puro aço, com detalhes em bronze nos gumes, e ouro no punho. 

Tanantos se vestiu e saindo para o lado de fora, da cabana, montou o seu cavalo de plumagem branca e pelos cinzentos. Bateu as rédeas e cavalgou até o grupo. Do lado de fora havia trinta soldados o aguardando, junto à guerreira que o alertou sobre a invasão nas proximidades:
 —Vamos, já estou preparado! — Advertiu o espadachim.

A guerreira cavalgou há frente, conduzindo o grupo rumo aos invasores. Tanantos mantinha sobre seus olhos uma seriedade inabalável, matinha postura de superioridade e parecia pronto para enfrentar os inimigos. 

Quando marcharam a uma distância em que se podia manter uma boa visibilidade  contemplaram o fogo, que consumia todo o local. O vilarejo parecia desértico. O grupo avança em galope adentrando o local. Ao longe, observam a ultimá estrada de terra. 

Tanantos contemplou duas dezenas de orcs assassinos. Eles aprisionavam os homens, prendias seus pés e braços com enormes correntes. Pretendia leva-los como escravos:
—Vejam, são os invasores! — Murmurou a guerreira.

Tanantos saltou de sua montaria, lançou seus pés contra o solo seco. Retirou o sabre cromo da bainha, o sol refletiu sobre sua espada, seus cabelos negros até a cintura, foram arremessados pelo vento, deixando amostra a sua expressão de fúria. 

Os inimigos percebendo se armam e vieram contra si. Uma batalha se travou, o espadachim mantinha postura majestosa frente aos inimigos, girando o seu corpo em várias direções; decepava braços, pernas, cabeças e não parecia precisar de ajuda.

Os demais guerreiros sequer entraram em combate, pois Tanantos venceu os vinte inimigos em questão de poucos segundos: 
— Bárbaros malditos, covardes! Não são tão perigosos contra alguém preparado para lutar! — Após matar todos os inimigos levou o aço até a bainha, guardou sua espada, que ainda estava manchada com o sangue inimigo. — Enterrem os corpos dos mortos, ajudem os homens que ainda se mantém com vida! Retornaremos a Jiuty, imediatamente...

"""Os inimigos se aproximavam mais e mais, não parecia haver limites contra a tirania de Vamcast. Porém Tanantos era sábio e sentia que alguém estaria por vir. Um herói precisaria surgir, a esperança jamais deveria sucumbir"""...

Parcerias com o autor Aldemir Alves

Posted by Aldemir Alves da Silva


Oi gente, estou firmando parcerias com blogs literários,  para podermos firmar uma parceria, eu estou deixando um texto abaixo. Uma apresentação minha que o interessado (a) deverá postar no seu blog. Quando fazer essa postagem, me envia um e-mail com o link da postagem para :

TEXTO:
Autor Aldemir Alves
Biografia do autor:
Aldemir Alves; é técnico na área de informática - montagem e manutenção de micros computadores. Atua no ramo de Lan – House e jogos eletrônicos á mais de dez anos. Iniciou no mundo da leitura ainda criança, onde matinha uma parte de seu tempo lendo livros da serie Vaga – lume. Aldemir é amante dos gibis da Marvel, fascinado pelas criações de Stan – Lee e do brasileiro Mauricio de Souza. Os seus livros prediletos sempre foram ficção cientifica e Fantasia, fã declarado de Tolkien e Lewis; se inspira em seus ídolos.
Obras do autor:
Os livros de Esteros

Sinopse:
Surge um universo e também um mal. Os povos vivem em paz e o criador cuida muito bem das suas "criaturas". Fatalmente o mundo precisou ser destruído, uma nova nação renasce dando origem aos seres mortais. Os mortais são um legado dado aos deuses, para que seja cultivado e viva em paz. A história começa após a discórdia que deu origem ao Big-Bang. Vamcast, um elfo de origens brancas, se mostra um rapaz tentado ao poder, e atrai o mal para a sua vida se tornando um demônio assassino. Seu irmão caçula se torna a única esperança do mundo.
Ele terá que matar o seu próprio irmão em combate, e só assim libertar o seu mundo fadado à destruição.

Os filhos de Egoz – O portal de Oriun
Sinopse:
Em um mundo; onde a magia existiu de verdade, onde a paz e igualdade antes jamais abalada. Um tirano ergueu-se dentre as trevas, com ele veio à sede pelo poder a qualquer preço, alianças foram abaladas, vidas sacrificadas, batalhas travadas - A supremacia benéfica deixou de existir. A ganância de Zarc se alastrou infinitamente, até mesmo as crianças eram obrigadas a integrar os seus exércitos. A terceira parte de Oriun havia sido devastada completamente.
Após 15 anos de tormenta, a esperança ressurge novamente - renasce, junto aos filhos de Egoz.
Vendas em breve pela Editora Selo Jovem:
Sobreviventes – Ranoks Vs Siens

Sinopse:
Em o toque da morte Marcus é o personagem principal, o livro se passa na cidade de São Paulo e muitos acontecimentos inesperados mudarão a vida deste rapaz. Se existe vida após a morte ela não será boa para Marcus, pois existe uma guerra se travando entre os Ranok,s e Sien,s os inimigos imortais do submundo. Os Sien,s são os inimigos da vida e planejam destruir os seres vivos, em seguida extinguir a raça mortal. Ranok,s são espécies de guardiões pós morte, lutam a favor do ciclo e mantém o equilíbrio do universo, Marcus deveria morrer como todos os mortais e ser julgado pelos seus atos no mundo dos vivos, mas inexplicavelmente alguém interferiu em sua história e mudou todo o seu destino, incertezas e lamentações serão o seu legado após esse dia... O nosso protagonizado (personagem principal) foi escolhido pelos Ranok,s e terá que aceitar o seu destino, uma grande aventura vai se iniciar e o destino do planeta terra está nas mãos dos Sobreviventes.
Vendas em breve pela Editora Selo Jovem:

Redes sociais do autor:

Para os meus parceiros eu irei oferecer; auxilio na divulgação do seu blog, oportunidade para book tours, brindes do livro quando surgirem, ex: marcadores, camisetas, canecas e etc.

Esteros livro digital