RSS Feed

Curiosidades sobre ESTEROS.

Posted by Aldemir Alves da Silva


Boa dia, boa tarde, boa noite, amigos e leitores que acompanham o meu trabalho... Como sempre, eu posto informações e trechos dos meus livros semanalmente, e olha eu aqui novamente. Hoje irei postar mais informações sobre o planeta Esteros e seus habitantes, e também os continentes.

O planeta Esteros; é formado pelos mesmos elementos vivos do nosso planeta terra, que são as plantas, a terra fértil e cheia de vidas, os mares enormes e desconhecidos, os céus ricos de vidas e espécies raras, as criaturas predominantes e seus habitats.

A diferença entre (Terra e Esteros)  é que o planeta fictício é rico em criaturas mitológicas, que são naturais em si, os povos viventes em Esteros são autênticos e exclusivos, como exemplo: os elfos esterianos descendem dos deuses elfos do paraiso, os Eracictos, os anões, os Mortrestes, orcs e demais têm suas origens concretas. não são seres sem origem em seu mundo. São criaturas feitas a semelhança dos seus deuses, (Os Deuses que foram mortos no big-bang) sendo assim tudo se encaixa em meu livro. 

Os seres humanos não existem aqui, achei melhor não misturar os humanos, pois se trata de um planeta mistico; aonde tudo é particular e inédito para esse proposito. O meu livro trás esporte próprio, idioma próprio e mapas exclusivos, há muito a ser descoberto em Esteros. O planeta Esteros se divide em cinco continentes, sendo que ainda não foram explorados totalmente por seus habitantes, a maioria dos povos jamais saíram de seus países e imaginam que o planeta é somente um pequeno pedaço de terra. No decorrer da história os povos descobrem que vivem em um grande planeta rodeado de especies desconhecida , sim desconhecidas tanto para nós; os  leitores, quanto para eles os Esterianos. 

os continentes de esteros:

Naires
Iris
Norion
Saladyr
Fintesis

Para fechar a postagem fiz um resumo do livro abaixo. Para alguns o primeiro livro se passou rápido e deixou duvidas, mas posso afirmar a todos que o inicio da saga de Esteros não é nem 10% da história que está sendo finalizada por mim...

Prévia e resumo:

O inicio do livro o poder da vida trás um viajante que é peça chave na história de Esteros, ele se depara com outro homem que é um "Destrus"  eles  são os guerreiros Esterianos do continente Naires. Ao se conhecerem parcialmente, inicia-se um dialogo entre ambos,  o homem pede para saber mais sobre a angustia vivida por Fedors o undead em decomposição. Ele aceita de imediato a companhia do desconhecido e narra a sua vida em detalhes a ele, dai pra frente nasse uma grande saga. O livro pode confundir alguns desatentos, pois o final deixa o leitor ainda mais ansioso para descobrir a identidade de Fedors, que era um mortal e se rebelou do seus povos por algum motivo. Quem leu o livro deve estar pensando que eu vou revelar a identidade da criatura kkkkk... Nada disso será preciso esperar ^^

Um Abraço, desejo a todos um ótimo fim de semana!

Noticias sobre Esteros

Posted by Aldemir Alves da Silva



Ola! Bom dia, boa tarde, boa noite ....

Rapaziada; semana passada passei em branco, fiquei sem postar nada no blog,. Motivo: Muito computador para prestar assistência técnica  ^^

Mas agora retornei e com novidades: Para quem esta aguardando o lançamento do livro pela Editora Baraúna, fica ligado que os trabalhos profissionais estão a todo vapor. Em contato com o editor chefe da Editora, recebi a informação de que o livro está em faze de registros editoriais: Isbn, registro de autor,( registros de marca já efetuado), e etc.

A revisão esta em andamento também, espero que o livro entre em pré - vendas, ainda no més de maio.

As minhas expectativas são boas, já que o livro, mesmo em faze amadora teve uma boa aceitação por quem já leu. Um exemplo disso, são as resenhas de blogs: http://esterosparceiros.blogspot.com.br/
 Skoob: http://www.skoob.com.br/livro/resenhas/186960

Para me despedir; friso para que os interessados em ler Esteros, fiquem ligados, farei alguns sorteios de exemplares, e pelo - menos quatro book tours com blogs. Você tem um blog literário? Então fica ligado, que em breve posto aqui como participar.

Sauron o senhor do escuro: possuidor de grandes poderes.

Posted by Aldemir Alves da Silva

História de Sauron:

O pano de fundo da história é revelado enquanto o livro progride, e elaborado também nos apêndices, no Silmarillion e em Contos Inacabados, os últimos publicados após a morte de Tolkien. Começa milhares de anos antes da ação no livro, com a ascensão do epônimo senhor dos anéis, senhor do escuro Sauron, possuidor de grandes poderes supernaturais, que governava o temido reino de Mordor. No fim da Primeira Era da Terra Média, Sauron sobreviveu à catastrófica derrota e o exílio de seu mestre, a figura fundamental do mal, Morgoth e durante a Segunda Era Sauron planejou ganhar o domínio sobre a Terra Média. Sob aparência de "Annatar" ou senhor dos presentes ajudou os elfos ferreiros de Eregion, e fomentou a forja dos anéis mágicos que conferenciaram vários poderes e habilidades aos seus portadores, mas Celebrimbor, líder dos elfos ferreiros (muito talentoso e neto de Fëanor que criara as Silmarils na Primeira Era), os tinha forjado independentemente de Sauron. Os mais importantes destes foram os dezenove anéis do poder ou os Grandes Anéis.

Então Sauron forjou secretamente um Grande Anel para si próprio, o Um Anel, pois planejava escravizar os portadores dos outros anéis do poder. Este plano falhou em parte porque os elfos tomaram ciência dele e esconderam seus anéis, os Três Anéis Élficos, dando-os aos Sábios de seu tempo (Galadriel, Círdan e Gil-Galad). Nesses, Sauron jamais tocou. Sauron lançou-se então à guerra, durante a qual capturou dezesseis dos anéis do poder e os distribuiu aos senhores e aos reis dos anões e dos homens. Estes anéis foram conhecidos como os sete e os nove respectivamente. Os Senhores Anões se provaram demasiado resistentes à escravização, embora seu desejo natural para a riqueza, especialmente ouro, aumentasse; isto trouxe muitos conflitos entre eles e outras raças.

 Dos sete Anéis que tinham sido dados aos Senhores Anões, Sauron recuperou os que não tinham sido destruídos, e dos nove Anéis presenteados aos Homens, Sauron trouxe todos para sua custódia. Esses humanos portadores dos Nove lentamente se corromperam e transformaram-se consequentemente nos morto-vivos, Nazgûl, os Espectros do Anel, os servos mais temidos de Sauron.

Após 1500 anos, o Numenorianos enviaram uma grande força para destruir Sauron, conduzida por seu poderoso monarca Ar-Pharazôn, o Dourado. Abandonado por seus servos, Sauron rendeu-se e foi feito prisioneiro de Númenor. Entretanto, com perspicácia e força de vontade, começou a aconselhar o rei e envenenou as mentes do Númenorianos contra os Valar. Iludiu seu rei, aconselhando-o a invadir as Terras Imortais para conseguir ser imortal como os Valar e os elfos. Os Valar, ao saberem da invasão, invocaram Eru Ilúvatar, que causou um deslizamento de terras sobre os Númenorianos, e abriu uma grande abismo no mar, destruindo Númenor e separando as Terras Imortais das Mortais. 

O corpo físico de Sauron foi destruído, mas seu espírito retornou a Mordor e assumiu um nova e terrível forma. Alguns Númenorianos (chamados de Fiéis por não terem deixado de adorar Ilúvatar) também obtiveram sucesso em escapar para a Terra-média. Esses eram chamados de Elendili e foram conduzidos por Elendil e seus filhos Isildur e Anárion.

Depois de cem anos, Sauron lançou um ataque contra os Númenorianos exilados. Elendil formou a Última Aliança dos Elfos e dos Homens com o Elfo-rei Gil-galad. Marcharam de encontro a Mordor, derrotando os exércitos de Sauron na planície de Dagorlad e sitiaram a fortaleza Barad-dûr, onde Anárion morreu. Após sete anos sitiado, o próprio Sauron foi forçado a vir para fora e entrar num combate com os líderes. Gil-galad e Elendil foram mortos enquanto lutavam com Sauron e a espada de Elendil, Narsil, quebrou-se. O corpo de Sauron foi subjugado e morto e Isildur cortou o Um Anel de sua mão com que sobrara da espada, Narsil; quando isto aconteceu, o espírito de Sauron fugiu e não reapareceu por muitos séculos. Isildur foi aconselhado,por Elrond, a destruir o Um Anel arremessando-o no vulcão da Montanha da Perdição onde foi forjado, mas atraído pela sua beleza, Isildur preferiu conservá-lo para que fosse a herança de seu povo.

Começou assim a Terceira Era da Terra-média. Dois anos mais tarde Isildur e seus soldados foram atacados em uma emboscada por um bando de Orcs no que foi chamado posteriormente de Desastre dos Campos do Lis. Quase todos os homens foram mortos, mas Isildur escapou pondo o Anel, que torna invisível quem o coloca. Mas o Um traiu o seu portador, escapando do dedo de Isildur, que foi visto e flechado pelos orcs, e o Anel foi perdido por dois milênios.

Foi então encontrado, por acaso, no rio por um ancestral dos hobbits chamado Déagol. Seu parente e amigo Sméagol o estrangulou para roubar o Anel. Sméagol fugiu para a Montanhas Sombrias depois de ter sido expulso de casa, e nas raízes das montanhas se transformou numa criatura repulsiva e nojenta chamada Gollum.

Em O Hobbit, aproximadamente 60 anos antes dos eventos do Senhor dos Anéis, Tolkien relacionou a história do encontro aparentemente acidental do Anel por um outro hobbit, Bilbo Bolseiro, que o leva para sua casa, o Condado. Foi somente durante a criação de O Senhor dos Anéis que Tolkien relacionou as histórias... Nem Bilbo nem o mago Gandalf estavam cientes neste momento que o anel mágico de Bilbo era o Um Anel, forjado pelo senhor do escuro, Sauron.

A saga do Anel conta, no final da Terceira Era, a luta entre os povos livres da Terra-média contra Sauron, que procura pelo Um Anel e tem o intuito de dominar toda a Terra-média, assim como seu mestre, Morgoth, tentara anteriormente.

Entrevista para o blog do autor: Junior Menezes

Posted by Aldemir Alves da Silva




Ola, bom dia!

 Essa semana, recebi do autor (Junior Menezes) a doce dadiva, de poder ser entrevistado pelo seu blog, aceitei o convite de imediato. Afinal sou fã de seu trabalho e as nossas ideias se batem muito. Recebi as perguntas e comecei a responde-las no decorrer do dia, mas logo de cara percebi que se tratava de perguntas bem elaboradas, de temas muito interessantes para leitores, e autores também.

Nas suas perguntas, Junior frisou partes importantes sobre o meu livro, Ex: O significado do nome ESTEROS, Biografias dos personagens, os meus personagens prediletos, e etc. Outra coisa que ficou perfeita na entrevista, foi as perguntas sobre o meio editorial, Junior me fez perguntas criativas sobre: Modismos, opiniões editoriais: sobre oportunidades dadas aos novos autores, a nova pratica das editoras sob - demandas, data do lançamento do meu livro, e etc.

- Olha uma pergunta efetuada por ele, que me chamou muita atenção:  14: - Uma viagem ao futuro: O Governo federal tem investido nas politicas de incentivo a cultura?

Não deixem de conferir as minhas respostas... Afinal: Ótimas perguntas, exigem belas respostas!

Para ver a entrevista:  CLICA AQUI

Extras dos livros de Esteros

Posted by Aldemir Alves da Silva

Bom dia, boa tarde, boa noite! 

A postagem de hoje será sobre os livros de Esteros, na verdade um extra que existe dentro do livro, essa parte da leitura é muito legal, posso dizer que caiu como uma luva dentro do livro! As pessoas que já leram o meu livro, conhecem e sabem do que estou falando. Ex: No inicio do livro, quando Salazar se encontra pela primeira vez com Fedors, houve de imediato uma aceitação do viajante em escutar a história narrada por ele, então o viajante disse que daria todo o seu tempo para escuta-lo, mas no final do livro não entende muito o que lhe foi contado, estava impaciente e com sintomas de dissertações. 

Fedors por sua vez, o reprimiu, pediu paciência (RS) Acredito que isso poça acontecer com os meus leitores, muitos vão querer saber a todo custo que são esses personagens "Misteriosos" e quando chegarem lá pro final do primeiro livro, Fedors dirá: (Tenha paciência meu amigo! KKK...)


Extras:

A lua ecoa ao horizonte, os urros dos lobos famintos; são notados muito próximos ao lugar... A árvore de poucas folhagens ainda serve de abrigo aos dois recentes amigos, que ainda seguem em uma conversa amigável... Após contar todas as palavras acima ao viajante, Fedors da uma pausa. Nesse meio tempo, Salazar aproveita para relaxar.

Levantando os braços para o alto, bocejando de sono, Salazar comenta as palavras de Fedors: - Nossa! Uma história interessante, mas ainda não sei qual a sua ligação nas palavras que acaba de me contar...

Fedors retira o pano súado do seu pescoço, esfrega sobre a sua testa que mesmo enferma, escorre um suor escuro e de forte odor. Voltando a enrolar o pano sobre o pescoço, olha novamente para o viajante, em seguida volta a dizer: - Antes de começar a contar a minha história, eu disse a você que era longa e de difícil compreensão... Para alguém que tem todo o tempo do mundo, você me parece muito impaciente.

Salazar se lembra das suas palavras; que dizia que tinha muito tempo disponível para escutar a criatura que estava em sua frente, então retirando um pedaço de lençol da sua bagagem, forra ao chão.

 Aconchegando-se sobre a linda grama e muita bem cuidada, se deita esticando as pernas. Virando o rosto em direção a Fedors, o homem volta a dizer: - Perdoe-me por minha impaciência, como disse antes; tenho todo o tempo do mundo para escutá-lo!

A criatura retira de seu bolso esquerdo um grande cachimbo, do outro bolso retira um fumo negro, de cheiro agradável. Despedaçando a química a coloca dentro do enorme cachimbo dourado, uma peça linda esculpida por pedras de diamantes e safiras de várias cores. Então começa a fumar vagarosamente, enquanto a fumaça se expele pelo seu corpo todo perfurado, afinal não existe pulmão para abrigar aquela fumaça de cor branca com tom cinzento.

Retirando o cachimbo de seus lábios, Fedors o coloca sobre um galho de árvore seco que estava jogando muito próximo a ele. Olhando novamente para o viajante, faz cara de ironia, enquanto diz: - Tudo bem, agora eu posso notar que você está muito interessado na minha história, a sua curiosidade será saciada mais adiante, pois agora está muito próximo; de eu me apresentar em meio a minha própria história...


Obs: Esse trecho é parte dos livros de Esteros, especificamente do primeiro Capitulo.

As crônicas de Nárnia, eu adoro!

Posted by Aldemir Alves da Silva

Bom dia, boa tarde, boa noite! Hoje, domingo 15/04/2012 eu resolvi postar a biografia de Nárnia, e de seu criador Lewis. Sempre procuro ler sobre esses sucessos da fantasia literária, mundial, adoro o Senhor dos anéis, Nárnia, a guerra dos tronos e etc, são tudo de bom. Sendo escritor e fã desse gênero (Fantasia) trouxe uma postagem para leitura rápida aqui no blog de Esteros. 



As Cronicas De Narnia:

As Crônicas de Nárnia (título no Brasil) ou As Crónicas de Nárnia (título em Portugal) (The Chronicles of Narnia, no original em inglês), é uma série de sete livros de fantasia, escrita pelo autor irlandês Clive Staples Lewis (conhecido simplesmente como C.S.Lewis). É a obra mais conhecida do autor, e a série é considerada um clássico da literatura infantil, tendo vendido mais de 120 milhões de cópias em 41 idiomas. Escrito por Lewis entre 1949 e 1954, e ilustrado por Pauline Baynes, as Crônicas de Nárnia foram adaptadas diversas vezes, inteiramente ou parcialmente, para a rádio, televisão, teatro e cinema. Além dos tradicionais temas cristãos, a série usa caracteres da mitologia grega e nórdica, bem como os tradicionaiscontos de fadas.

As Crônicas de Nárnia apresentam, geralmente, as aventuras de crianças que desempenham um papel central e descobrem o ficcional Reino de Nárnia, um lugar onde a magia é corriqueira, os animais falam, e ocorrem batalhas entre o bem e o mal. Em todos os livros (com exceção de "O Cavalo e seu Menino") os personagens principais são crianças de nosso mundo, que são magicamente transportadas para Nárnia a fim de serem ajudadas e instruídas pelo Grande Leão conhecido como Aslam (ou Aslan, dependendo da tradução).

Ainda durante sua infância, Lewis criava ilustrações para as histórias que escrevia.[1] Quando o livro O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa estava prestes a ser publicado, ele havia pensado na possibilidade de ilustrá-lo, mas acabou solicitando uma desenhista profissional, Pauline Baynes, que na época tinha um pouco mais de vinte anos de idade, mas que já tinha ilustrado o último livro do autor J. R. R. Tolkien(chamado de Mestre Gil de Ham). Lewis, então, decidiu que ela seria a pessoa ideal para ilustrar as pessoas e os fantásticos seres em O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa; porém ela acabou ilustrando os sete livros da série.


As Crônicas de Nárnia foram escritas durante o ano de 1949 até o ano 1954; porém foram publicadas durante 1950 à 1956. Clive Staples Lewis (também conhecido simplesmente como C. S. Lewis ou Lewis) publicou inicialmente O Leão, A Feiticeira e o Guarda-Roupa em 1950, sem ter a intenção de produzir uma série de livros. Ao prosseguir escrevendo outros livros, Lewis aproveitou para retomar partes anteriores da história para preencher lacunas deixadas no primeiro livro. Por isso a ordem de publicação não coincide com a ordem cronológica dos eventos que ocorrem nas histórias dos livros. A ilustradora original foi Pauline Baynes, que fazia os desenhos à base de caneta de tinta, comuns nos livros publicados até as atualidades. A série conseguiu vender mais de 120 milhões de cópias em 41 idiomas. Abaixo, serão apresentados as sinopses dos livros da série, em ordem de publicação.

J. R. R. Tolkien foi um grande amigo de C.S.Lewis, um autor de inúmeras obras literárias, e também o responsável pela conversão de Lewis ao Cristianismo. Tolkien e Lewis, juntamente de outros escritores, faziam parte do grupo "The Inklings", que consistia na discussão das histórias criadas pelos autores deste mesmo grupo. No entanto, Tolkien não estava entusiasmado com as histórias de Lewis, pois em parte, discordava com o modo de empregar as criaturas mitológicas de uma forma que não poderia agradar ao público, principalmente àquele que fosse cristão ou soubesse que Lewis era convertido ao Cristianismo, já que a mitologia é considerada como paganismo para certas religiões. Tolkien também criticou alguns atos relatados nas histórias, como as viagens entre o nosso mundo e Nárnia. Embora houvesse criticado em diversos pontos as histórias de Lewis, Tolkien alegou que o enredo desta história seria um instrumento para emitir-nos valores cristãos e bíblicos.


Vida de Lewis:

Lewis agregou, diversas vezes, acontecimentos de sua vida nas histórias da série. Nascido em Belfast,Irlanda do Norte, Lewis mudou-se para um local na orla da cidade, quando ainda possuía sete anos. A nova casa continha longos corredores e muitas salas vazias, onde Lewis e seu irmão imaginavam viajar entre mundos ao mesmo tempo em que exploravam a casa. Do mesmo modo como Caspian X e Rilian, Lewis perdeu precocemente sua mãe. Durante sua juventude na Inglaterra, Lewis tinha que embarcar em trens para chegar à escola, o que possui coerência e coesão com a trajetória dos irmãos Pevensie. Durante a Segunda Guerra Mundial, muitas crianças eram evacuadas de Londres para outros locais por causa dosAtaques Aéreos. Nesse período, algumas crianças ficaram abrigadas na casa de Lewis, inclusive uma garota chamada Lucy (Lúcia em português brasileiro), fazendo-nos lembrar a hospedagem de Lúcia Pevensie e seus irmãos na casa do Professor Kirke.

Obs: Esse texto pode ser encontrado na internet, especificamente na enciclopédia livre.

Em breve: Book tours e muito mais.

Posted by Aldemir Alves da Silva



Boa tarde, bom dia, boa noite, amigos leitores! 

Como vocês já sabem, Esteros será publicado pela editora Baraúna, a data é julho de 2012. Antes de publicar por uma editora, eu já vendia meu livro no club de autores, havia promovido um book tour e tive algumas resenhas bem legais, mas agora que o livro terá um lançamento Official e trabalhos 100% profissionais, pretendo fazer mais alguns book tours, também quero fazer promoções de lançamentos e sorteios de camisetas e kits do meu livro, junto com marcadores.

Esse post é para alertar os blogues resenhistas; para que fiquem ligados, pois abrirei uma media de 20 a 30 vagas para resenhas do livro, quero poder mostrar o meu trabalho para todos, é claro que em breve vocês precisarão entrar em contato comigo. 

Escolherei alguns desses blogs para receberem kits de sorteios, vocês ganharão marcadores e camisetas, assim podem sortear aos seus leitores, irei separar alguns livros autografados para sorteios aqui no meu blog, e em outros também...

Fiquem ligados Blogueiros, o tempo voa: Esteros está em faze de produção, em breve recebo os meus 100 exemplares ^^



Como eu já efetuei o primeiro book tour, provavelmente usarei esta imagem acima, se não for ela; será outra nesses moldes. Abraços, e, aguardem o meu post com informações para se inscreverem no book tour!

Esteros deseja a todos uma: Feliz páscoa 2012

Posted by Aldemir Alves da Silva

Mensagens de Páscoa



Mensagens de Páscoa 2012
A Páscoa é a maior festa do cristianismo, significa a passagem de Cristo, celebra sacrifício e a ressurreição de Jesus. É o dia santo mais importante da religião cristã.
A palavra Páscoa originou-se da palavra hebraica: “pessach”, que significa passagem. Para os povos hebreus representou o fim da escravidão e início da libertação. E para os cristãos é a ressurreição.
Muitas pessoas não têm o conhecimento do que é Páscoa, que é um feriado muito importante. Nesse dia é muito importante mandar mensagens para a família e amigos desejando Feliz Páscoa. É um dia de alegria, harmonia, paz e amor em que se deve lembrar das pessoas queridas e demonstrar o quanto elas são importantes.
Selecionamos algumas Mensagens de Páscoa para você enviar para seus amigos. Se você preferir mandar alguma imagem de Páscoa, ao invés de texto, confira algumas Imagens de Páscoa:

Mensagens de Feliz Páscoa 2012

Feliz Páscoa Meu Amor
“Nesta Páscoa abra o seu coração e deixe que a fé e o amor façam eterna moradia.
A Páscoa me deixa muito feliz e tenho a agradável certeza de que estaremos sempre juntos, pois o maior responsável por minhas alegrias é você.
Faço votos que você seja sempre feliz. Já que a Páscoa é amor, desejo que este amor se fortaleça a cada ano, a cada dia.
Que a nossa cumplicidade possa permanecer sólida.
Que possamos continuar acreditando no amanhã, pois o caminho é longo e eu estarei ao seu lado.
Tudo o que puder fazer, farei para te ver feliz, por que EU TE AMO.
Mensagem Virtual de Páscoa
Enfeitei essa tela só para você.
Distribuí os ovinhos por entre a grama, ajeitei as florzinhas, tudo com muito carinho.
E quero agora que você sinta o meu abraço bem apertado e cheio de saudade.
Espero que seu dia seja repleto de alegrias!”

Desejar “Feliz Páscoa!” em diversos idiomas:
Francês – JOYEUSES PÂQUES
Tcheco – VESELE VANOCE
Alemão – SCHÖNE OSTERN
Espanhol – FELICES PASCUAS
Italiano – BUONA PASQUA
Macedônio – SREKEN VELIGDEN
Inglês – HAPPY EASTER
Grego – KALO PASKA
Chinês – FOUAI HWO GIE QUAI LE
Árabe – EID-FOSS’H MUBARAK
Croata – SRETUN USKRS
Húngaro – Boldog Husveti Ünnepeket
Polonês – Wesolych Swiat
Sueco – Glad Påsk
Holandês – Gelukkig Paasfest
Norueguês – God Påske
Turco – Mutlo (eller Hos) Paskalya
Português – Feliz Páscoa

FELIZ PÁSCOA
“Há dois mil anos atrás, um homem veio ao mundo disposto a ser o maior exemplo de amor e verdade que a humanidade conheceria.
Sua proposta de vida não foi entendida por muitos e, então, condenaram este homem e crucificaram-no, ignorando todos os seus propósitos de um mundo melhor.
Houve dor, angústia e escuridão.
Por três dias, o sol se recusou a brilhar, a lua se negou a iluminar a Terra, até que no terceiro dia algo aconteceu…
Houve a ressurreição!
A Páscoa existe para nos lembrar deste espetáculo inigualável chamado ressurreição!
Páscoa…
Ressurreição do sorriso…
Ressurreição da alegria de viver…
Ressurreição do amor…
Ressurreição da amizade…
Ressurreição da vontade de ser feliz!
Ressurreição dos sonhos, das lembranças e de uma verdade que está acima dos ovos de chocolate:
Cristo morreu, mas ressuscitou, e fez isso somente para nos ensinar a matar os nossos piores defeitos e ressuscitar as maiores virtudes sepultadas no íntimo de nossos corações.
Que esta seja a verdade da nossa Páscoa.”

Mensagem de Feliz Páscoa
“Hoje é Páscoa, é alegria!!!
Como eu gostaria de ter ao meu lado todos aqueles a quem tanto Amo…
Inclusive você, que está aí atrás desta telinha…
Queria poder lhe dar um abraço e um beijinho bem carinhoso!!!
Queria poder lhe dizer também que a cada amanhecer renasça em você a Fé, a Esperança e o Amor.
Desejo os Ovinhos de Páscoa, os Abraços e Felicitações.
Que você venha a receber nesta data, dos seus amigos, familiares e de todos aqueles que o(a) amam, se revertam em Muita Saúde, Paz e Prosperidade.
Gostaria de lembrar que a fraternidade é sempre será um dos mais nobres sentimentos que cultivamos dentro de nossos corações.
Portanto não se esqueça que hoje alguém poderá estar esperando que você também lhe deseje UMA FELIZ PÁSCOA!!!!”
Mensagem de Páscoa – 1
“Um senhor de aproximadamente 65 anos de idade caiu na rua e feriu uma das mãos, procurou uma clínica próxima para um curativo, dizendo-se muito apressado, porque estava atrasado para um compromisso.
O jovem médico que o atendeu, quis saber o motivo de sua pressa. Ele disse que precisava ir à uma clínica de idosos para tomar o café da manhã com sua mãe que lá estava internada. Enquanto terminava o curativo, o médico questionou se era aniversário de sua mãe.
-não, disse ele, vou todos os dias vê-la, embora, ela já não saiba mais quem eu sou.
O jovem médico observou:
- mas se ela já nem o reconhece mais, por que essa necessidade de estar com ela todas as manhãs?
O senhor sorriu, deu um suspiro e disse:
- doutor ela não sabe mais quem eu sou, mas eu sei quem ela é. E se foi para sua visita matutina rotineira.
O jovem médico pensativo e com leve sorriso de emoção nos lábios, diz pra si mesmo:
- “Esta é a qualidade de amor que gostaria para minha vida! Aceitação (amor verdadeiro) de tudo que o outro é… de tudo que o outro foi… E, do que já não é…
Feliz Páscoa pra você!
Com carinho.”
Oração para Páscoa
“Páscoa significa renascimento, renascer. Desejo que neste dia, em que nos cristãos, comemoramos o seu renascimento para a vida eterna, possamos renascer também em nossos corações. Que neste momento tão especial de reflexão possamos lembrar daqueles que estão aflitos e sem esperanças. Possamos fazer uma prece por aqueles que já não fazem mais, porque perderam a fé em um novo recomeçar, pois esqueceram que a vida e um eterno ressurgir. Não nos deixe esquecer que mesmo nos momentos mais difíceis do nosso caminho, Tu estás conosco em nossos corações, porque mesmo que já tenhamos esquecido de Ti, você jamais o faz. Pois, padeceste o martírio da cruz em nome do Pai e pela humanidade, que muitas e muitas vezes esquece disso. Esquecem de ti e do teu sacrifício Quando agridem seu irmão, Quando ignoram aqueles que passam fome, Quando ignoram os que sofrem a dor da perda e da separação, Quando usam a força do poder para dominar e maltratar o próximo, Quando não lembram que uma palavra de carinho, um sorriso, um afago, um gesto podem fazer o mundo melhor. Jesus… Conceda-me a graça de ser menos egoísta, e mais solidário para com aqueles que precisam. Que jamais esqueça de ti e de que sempre estarás comigo não importa quão difícil seja meu caminhar. Obrigado Senhor, Pelo muito que tenho e pelo pouco que possa vir a ter. Por minha vida e por minha alma imortal. Obrigado Senhor! Amem. Feliz Páscoa!”

Mensagem de Páscoa – 2
“Quando eu era criança não entendia muito bem a Páscoa. Só adorava procurar os ovinhos de chocolate que o coelhinho escondia. Mas, o que tem a ver coelho com ovos, seus símbolos, com a ressurreição de Jesus ou a fuga dos hebreus do Egito comandada por Moisés? Agora sei qual a relação de tudo isto. Os ovos são o símbolo do nascimento. Ali dentro, uma vida por vir ao mundo. É o eterno milagre da vida que renasce todos os dias. O coelho é o animal que se reproduz com uma velocidade estonteante, é uma ode à família, uma declaração de amor que a natureza faz todos os dias. Renascer é nascer, somos nós mesmos que renascemos nos nossos filhos, é a vida que se pereniza na prole. A fuga dos hebreus é o fim da escravidão de um povo. A escravidão equivale à morte, escravizar equivale a tirar a vontade e a alma de alguém, equivale a tirar sua vida. Se libertar da escravidão é viver de novo, é renascer, é estar sempre começando tudo de novo. Por fim, Jesus é a ressurreição. Quer prova mais clara do que digo? Este eterno milagre que nos encanta é o milagre da vida que a Páscoa nos relembra. A Páscoa é a ressurreição das nossas almas. Este é o dia de renascer, começar tudo de novo. De nos libertamos do mal que corrompeu nossas almas e nos recobrirmos com o véu da pureza da alma que tivemos um dia. Abandonar tudo o que é velho e antigo e olhar pra frente com coragem. Dedicarmos-nos à vida como quem sorve o sumo de um fruto saboroso. Hoje é dia de renascer. Feliz Páscoa para todos.”
 Mensagem de Páscoa – 3
“A Páscoa é amor, fraternidade, união, e o meu desejo é que o seu domingo seja muito Feliz e Abençoado! E que eu possa continuar tendo uma amizade tão especial como a sua! Feliz Páscoa! Um beijo com todo meu carinho Cristo morreu, mas ressuscitou, e fez isso somente para nos ensinar a matar nossos piores defeitos e ressuscitar as maiores virtudes sepultadas no íntimo de nossos corações. Que esta seja a verdade da sua e da nossa Páscoa.”
 Mensagem de Páscoa – 4
“Desejo-te uma Feliz Páscoa hoje, e todos os dias da tua vida. Que a alegria da Páscoa invada o teu coração e o daqueles que amas, irradiando luz para iluminar e fazer brilhar o mundo em que vivemos, enchendo-o de SAÚDE PAZ E AMOR Tenha uma feliz Páscoa… Que o coelhinho te traga muito mais que simples ovos de chocolate… Que ele te traga muita saúde, amor, felicidade, compreensão, carinho… Que você seja abençoado, por Aquele que nos deu sua vida… É o que te desejo sinceramente porque amigos como você a gente não pode esquecer… Felicidades!!! Feliz Páscoa!!!”

A grande batalha medieval (Repostagem)

Posted by Aldemir Alves da Silva

Olá, amigos leitores! Hoje irei postar uma batalha entre o general Fastouros e o príncipe Vamcast.
Esse trecho é parte dos livros de Esteros, especificamente do primeiro capítulo.

Uma batalha lamentável


Os orcs marcharam quilômetros até se aproximarem das tropas de Fastouros. O general, por seu turno, mandou um de seus soldados falar com o príncipe do mal:
— Boa tarde! Marchei até aqui por algumas horas com uma mensagem para Vamcast, a mando do meu general Fastouros.
A criatura, armado com uma lança, aproximou-se do soldado dizendo:
— Gr! Quem é você? Não o deixaremos entrar em nosso acampamento, volte de onde veio ou então morrerá.
O soldado, baixando a cabeça em sinal de respeito, proferiu-lhe algumas palavras:
— Não vim lutar nem mesmo espiar nada, apenas trago uma mensagem de paz do meu general para Vamcast...

Vendo que o soldado estava amedrontado, o orc começou a se exaltar, gritando em voz alta:
— Não existe paz entre orcs e eracictos, diga isto ao seu general!
Vamcast, ao escutar, aproximou-se, então gritou com o homem em voz estrondosa:
— Volte de onde veio e diga para o seu general que hoje mesmo, antes que o sol se ponha, arrancarei a cabeça dele e a darei para as aves dos céus!
O cavaleiro, assustado, correu em direção ao seu exército e, em direção a Fastouros, já sem fôlego disse a ele o ocorrido:
— Meu senhor, estive com Vamcast. Ele me disse que não aceitará a sua proposta de paz, ameaçou dizendo que o mataria antes de o sol se pôr.
Mudando a expressão do seu rosto, o general aceitou as palavras do soldado e, mostrando-se confiante, disse:
— Está tudo bem. Alegrem-se, homens, pois a nossa parte já fizemos, a minha lâmina jamais temerá a afronta do mal. Se essa for a última palavra do príncipe, que assim seja, levarei o rapaz para o meu rei mesmo que sem as suas pernas.                           
O cavaleiro, mesmo concordando, alertou o seu general da chegada dos exércitos:
— Que assim seja, meu senhor. Os guerreiros de Vamcast estão a apenas duas horas de nós e planejam nos atacar antes do cair da noite.
O general balançou a cabeça, em sinal de positivo, e retirando a sua espada a ergueu, em voz alta dizendo para todos os seus soldados:
— A minha vida foi dedicada para servir ao meu rei e ajudar os mais fracos e, se eu morrer aqui hoje, então morrerei com honra!
Antes do cair da noite, o príncipe do mal marchou até lá e se posicionou em formação de ataque. Eram três mil orcs e quinhentos anões, armados e sedentos por sangue.
Após observar de longe o inimigo, o príncipe veio mais à frente, sobre um tigre que tinha asas que lembrava as de um morcego. Os orcs, famintos, rosnavam de fome e vontade de matar.
As criaturas eram como canibais, que só se alimentavam de outros seres vivos. Os anões já montavam os monstros gigantes conhecidos como mengros, e os animais amedrontavam os soldados de Fastouros.
O príncipe, por sua vez, estava horrível, os seus cabelos agora eram negros, os seus olhos fundos e enrugados, e a sua aparência, horripilante. Nada parecido com aquele rapaz belo que fora um dia.
Vamcast também estava sedento de sangue, então se aproximou em meio ao campo de guerra, e gritou com desprezo e zombaria, enquanto encarava de longe o general:
— Fastouros!... Há, há, há... Olha só o corajoso general, que venceu tantas batalhas para seu rei! O rei que não poderá fazer o mesmo por ele, nem seu corpo poderá enterrar. Posso lhe dar uma chance de morrer sem ver o massacre que acontecerá com seus honrados soldados! Venha até mim e enfrente-me...

Enfim o general percebeu que os seus mil homens não seriam páreo para três mil orcs assassinos e sem medo da morte. Ao contrário dos homens de Fastouros, os quais tinham família em suas casas. Mas também lutariam por sua honra e, principalmente, por seu general.
Selando o seu cavalo branco, o general caminhou até Vamcast, tentando argumento com o ser maligno:
— Meu senhor, eu o vi nascer e crescer como um menino esforçado e dedicado a seus pais. O amor que vejo em sua família por você jamais vi igual na minha vida. Hoje eu vim diante de você não para matá-lo, mas sim para levá-lo a seu pai.
Esnobando o seu adversário, o príncipe maligno disse, ameaçadoramente:
— Não conheço você como um aliado e não tenho respeito pela sua vida; desconheço quem você diz ser meu pai. O amor que você diz não me interessa mais, só sinto desprezo por todos! Quero que me mostre a sua força, porque esta será a sua última batalha no mundo dos vivos!
Com o seu escudo em punho e tentando acompanhar o movimento do inimigo, o general respondeu:
— Vamcast, prometi ao seu pai que o levaria para casa, por bem ou por mal você irá comigo. Se eu falho em minha missão, então realmente prefiro não voltar com vida.
O príncipe continuou a rodeá-lo, observando o seu modo de defesa, e rapidamente desferiu um golpe poderoso, mas que foi contido por Fastouros, que, girando o corpo, contra-atacou, também com a defesa de Vamcast. As espadas se batiam com uma força tremenda, o que gerava até faíscas de aço incandescente.
Fastouros mostrava uma habilidade incrível com a espada, e o príncipe movimentava-se rapidamente, em postura de superioridade diante do general. Vamcast, ao desviar-se, contra-atacou novamente sobre o general, desequilibrando-se na sua defesa, mas em seguida chutando-lhe as costas, jogando-o ao chão empoeirado e esburacado.

Fastouros sai rolando com o corpo em sentido horário e, ao levantar-se assustado, olhou fixamente para Vamcast; o seu coração estava em disparada, a sua aura estava quente, e a angústia em seu coração crescia o desejo pelo arrependimento do seu adversário.
Vendo que a luta estava fácil, o príncipe disse ao adversário:
— Essas são as habilidades do grande general? Há, há, há... Até agora brinquei com você, mas não é do meu feitio manter minha vítima viva por muito tempo, prepare-se para a sua morte!...

O general fez novamente posição de defesa, e Vamcast desferiu sobre o seu escudo um golpe extremamente poderoso que o fez se partir em dois. O general, mais assustado, tentou defender-se com a sua espada, que com um segundo golpe também se partiu ao meio. Agora, Fastouros, desarmado e sem escudo, começou a andar para trás.
Seu coração palpitava a uma velocidade notável aos ouvidos de todos que ali estavam. Um filme preto e branco se passava nos olhos do valoroso general de tantas batalhas vitoriosas, e agora a sua única certeza era a morte e, logo em seguida, a de todos os seus soldados.
O general, desarmado e sem defesa, tornara-se alvo fácil; Vamcast, rapidamente, com um salto enorme jogou o seu corpo à frente e com muita força atravessou o peito do homem. Logo após puxou com força a sua espada para fora, fazendo o sangue do adversário espirrar com força, manchando todo o local. Praticamente já sem vida, Fastouros foi caindo devagar, ajoelhou-se e vagarosamente olhou para o céu; o homem parecia apreciar pela última vez a beleza de Esteros.
— Peça piedade pela sua vida, que sabe a concederei... — Afrontou-lhe Vamcast, em tom de zombarias.
Fastouros voltou a encará-lo, sorrindo preferiu-lhe suas ultimas palavras:
— Não é índole de um nobre pedir misericórdia por sua vida, nem mesmo diante da morte, mas peço-lhe que desista de seus planos malignos e volte a seu pai.
— Este mesmo destino, será aplicado a quem você diz ser o meu pai!
O elfo, por sua vez, desferiu o golpe de misericórdia que lhe arrancou a cabeça. Esse foi o fim do nobre general. Os soldados ficaram paralisados, não acreditando no que viam ali, enquanto os orcs, se enchendo de coragem, partiam matando um a um dos soldados do rei. Um anão estava tão cheio de coragem que, arrancando a cabeça do inimigo, montado em um mengro a exibiu como um troféu. Enfim, todos os soldados do rei foram mortos ali, restando apenas aquele que levara a mensagem de paz para Vamcast.
O elfo maligno, vendo um único homem com vida, aproximou-se, pegou-o pelo pescoço com muita força e, colocando-o numa árvore, disse-lhe a seguinte palavra:
— A sua sorte é tremenda, homem, irei deixar-te viver. Mas quero que leve uma mensagem minha a seu rei e lhe diga que estou chegando para matá-lo. Os orcs matarão todos os seus criados, os seus filhos e as suas esposas. Também todos os moradores daquele lugar. Vá e não olhe pra trás.

Gostou? Esse conteudo faz parte de: Os livros de Esteros, As crônicas de Fedors - livro 1.
Quer ler mais? O livro está a venda na Amazon, Nos exterior e Brasil, no idioma português. Compre em formato digitais clicando na imagem abaixo:

 

Escritores Brasileiros que merecem reconhecimento.

Posted by Aldemir Alves da Silva

Boa tarde, amigos e leitores virtuais. Hoje este post será para apresentar-lhes alguns escritores guerreiros, que assim como eu, estão na luta diária para mostrar os seus trabalhos, aos tantos leitores Brasileiros.
Como sempre acompanho esses escritores, que conheci desde que comecei a escrever, virei fã dos trabalhos dos mesmos, também sou um curioso em acompanhar os seus posts e novidades diárias... Para muitos leitores brasileiros que só acompanham os autores destacados, venho mostrar-lhes que sim, temos muita gente de qualidade escrevendo aqui no nosso maravilhoso território nacional. 

Conheçam alguns deles abaixo:

Junior Menezes: 

 

Junior Menezes; é um escritor de qualidade impecável em criar histórias futurísticas, eu como sou fã de Star Wars entre outros, não deixei de notar a semelhanças entre sua obra e a Saga de George Lucas. Por - isso, eu lhes apresento o trabalho do Junior, e recomendo:

Visitem o Blog Do Junior, e se deslumbrem com a sua qualidade: umaviagemaofuturo.blogspot.com.br


 














Andre Victor:

 
Andre Victor: é um autor apaixonado e mestre em narrar histórias vampirescas, visitando o seu blog semanalmente, percebo a sua qualidade em criar grandes histórias e contos, que prendem a atenção dos leitores. Sem contar que seu blog é muito badalado, suas capas são todas belíssimas, e o blog tem um estilo Dark muito chamativo.

Visitem o Blog do Andre, e conheçam mais sobre os seus livros: http://www.historiasdoandrevicttor.blogspot.com.br/














Andres Carreiro:

Andres: é autor da Saga A Essência do Dragão, lançada pela: Novo século. Visitando semanalmente o blog dele e lendo um trecho de sua obra, vi que tem muito talento e qualidade em narrar histórias aonde se importa muito com as cenas descritas nas batalhas, Andres não deixa duvida alguma em sua narrativa, apresentando ao leitor a sua história, aonde os dragões são as criaturas predominantes do planeta terra.

Visitem o Blog do Andres, e leiam tudo sobre o seu trabalho: aessenciadodragao.blogspot.com.br


 










Marcos Henrique Martins:


 Marcos Henrique: é um escritor de livros e poeta de grande qualidade, visitando o seu blog me delicio com seus poemas variados, que são ótimos e nos faz viajar em pensamentos, realmente o rapaz tem um grande talento. Também criador do livro O Lado Avesso – Nornes, o Mago, pré-lançamento da Editora Baraúna. O livro dele chama atenção pela linda capa aparentemente desenhada a mão, se a capa é quão bela, imagina o seu interior?


Visitem o Blog do Marcos, e conheçam o seu grande talento em escrever e criar poemas: http://poemasdecaverna.blogspot.com.br/







Rafaela Rocha:


Rafaela Rocha: é uma escritora de contos, eu sempre visito o blog dela para ler as resenhas que ela faz, que por sinal são ótimas, e também para saber noticias sobre seu livro. Acompanhando o seu talento desde que comecei a escrever, li ótimas resenhas sobre Escapismo. Acredito que os contos dela são de grande qualidade. Rafaela costuma contar histórias sobre mitologias, histórias fantásticas, mantendo em seu livro um conto muito comentado, aonde existe um romance sobre Deuses homossexuais, isso esta sendo bem comentado na: globo- esfera.

Visitem o Blog da Rafaela, e curtam o seu livro: http://livro-escapismo.blogspot.com.br
 











Obs: Todas as informações mencionadas nesse post, são de minhas sinceras opiniões como leitor dos blogs citados acima, eu tirei as minhas conclusões sobre as obras desses autores. 

Informo ainda que é uma honra para mim, poder postar informações sobre todos os autores citados acima, menciono ainda que sou fã de todos, acompanho e vejo suas lutas diárias,  para contribuir com a literatura brasileira.

Aldemir Alves e seus pensamentos

Posted by Aldemir Alves da Silva


Pensamentos de um Escritor novato:

Ola, leitores e amigos virtuais! Como já está muito próximo de meu blog completar um ano, Hoje vim postar alguns dos meus pensamentos e observações na minha; ainda pequena carreira de escritor. Há Exatamente nove meses atrás, junho de 2011, eu estava escrevendo o meu primeiro capítulo de Esteros, então não tinha muita habilidades em criar sites, blogs, páginas em HTML e nada desse gênero, mas precisava de algum meio de comunicação eficiente para mostrar meus rascunhos - aos meus futuros leitores, então pensei: (como mostrar meus livros as pessoas, sem gastar muito com um site profissional?). 

Pesquisei, fiquei algumas horas na frente do computador, e Zapth! Tive a idéia de fazer um blog ^^ De fato, seria uma boa idéia, afinal os blogs no Brasil ganham muitas visitas diárias, também tem muitos viciados nessa crescente onda de blog mania. Resumindo... Esse foi um tiro certeiro no alvo, iniciar as minhas atividades nessa área de globo-esfera me deu um ótimo publico. Aos poucos o meu blog foi crescendo e sendo conhecido entre os leitores e escritores; amigos do dia-a-dia. 

Agora já são quase um ano de blog, e estou colhendo os frutos por um trabalho bem realizado, afinal o meu blog: Recebe em media de 100 a 200 visitas diárias, programei um sistema de reconhecer Ip,s de visitantes, só para confirmar se o meu publico estava realmente aumentando, tive uma doce resposta; mais de 200 Ips BR diferentes me visitando em menos de um mês, sem contar os 20 americanos e demais estrangeiros.

 Isso quer dizer que o meu publico total já passa de 500 visitantes em dois meses, de diferentes computadores e internets fixas. Sim, mais 500, pois já foram mais 13.000 visitas de páginas registradas nos meus históricos de Ips do painel do blog, marcando um total de 1, 520 visitantes inéditas de brasileiros, 890 Americanos, isso fora os de outros países, motivo para me deixar muito feliz! 
Poder ver o meu blog chamando a atenção de tantas pessoas, me deixa mega Alegre! (Convenhamos, o meu blog é de escritor, não de assuntos litérarios).

Tudo isso me deixou muito realizado nesse principio de carreira, tanto que estou investindo na publicação de Esteros pela Editora Baraúna, em breve estarei publicando o meu segundo trabalho: Sobreviventes o toque da morte. Pretendo ficar muitos anos, nessa carreira de criar histórias. ^^

Finalizando... Como eu sempre procuro passar alguma mensagem aos meus leitores, ou experiências minhas, deixarei 3 delas aqui: As minhas dicas de hoje, são para que todas as pessoas que acabam de iniciar as suas jornadas nessa areá virtual:  ( 1° Façam um blog, 2° invistam nos seus sonhos, 3° mostrem aos seus leitores que acima de tudo: você confia em você mesmo, fazendo isso: chamará a atenção de muita gente).

Desejo a todos uma ótima semana, fiquem com Deus e até a próxima.

Esteros livro digital

Arquivo do blog